Taxas de Retenção na Fonte de IRS 2013 – Simulações

| 2013/01/15 | 0 comentários


Simulações das taxas de retenção na fonte de IRS 2013

Na nota enviada à imprensa relativa às novas tabelas de retenção na fonte de IRS para 2013 (clicar para abrir) o Ministério das Finanças publicou, ainda, casos práticos, que simulam o efeito isolado do IRS, e também o aumento do IRS juntamente com a distribuição de metade do subsídio de férias e de Natal em duodécimos, ainda que este último não está ainda aprovado, só devendo poder aplicar-se aos salários do setor privado de Fevereiro em diante. As pensões terão o duodécimo em Fevereiro. Os salários da Função Pública receberão o duodécimo do subsídio de Natal já em Janeiro.

EXEMPLO 1: Solteiro, sem filhos, sector privado

Rendimentos tributáveis: €1.000 mensais, €14.000 anuais

Deduções à Coleta: €3.470 de encargos com imóveis, €350 despesas de saúde

 

Apuramento do IRS devido a final:

Componente IRS: €1.236 em 2013

Sobretaxa em sede de IRS: €109

Variação face a 2012: €638, o que corresponde a um aumento de 4,6% da tributação efetiva anual

 

Apuramento da retenção na fonte:

Taxas aplicáveis: 13,5% em 2013

Encargos totais (IRS, sobretaxa e segurança social): €254 em 2013

Variação face a 2012: €44, o que corresponde a um aumento de 4,4% da retenção efetiva mensal

 

Rendimento mensal disponível face a 2012 (c/ duodécimos)

Rendimento líquido mensal em 2012: €790

Rendimento líquido mensal em 2013 com duodécimos: €808

Variação face a 2012: Positiva de €18

 

Exemplo 2: Casado, único titular com um filho

Rendimentos tributáveis: €1.750 mensais, €24.500 anuais

Deduções à coleta: €3.400 encargos com imóveis, €1.000 despesas de saúde, €450 despesas de educação

 

Apuramento do IRS devido a final:

Componente IRS: €2.621 em 2013

Sobretaxa: €226

Variação face a 2012: €1.109, o que corresponde a um aumento de 4,5% da tributação efetiva anual

 

Apuramento da retenção na fonte:

Taxas aplicáveis: 14% em 2013

Encargos totais (IRS, sobretaxa e segurança social): €466 em 2013

Variação face a 2012: €64, o que corresponde a um aumento de 3,7% da retenção efetiva mensal

 

Rendimento mensal disponível face a 2012 (c/ duodécimos)

Rendimento líquido mensal em 2012: €1.348

Rendimento líquido mensal em 2013 com duodécimos: €1.391

Variação face a 2012: Positiva de €43

 

Exemplo 3: Casado, dois titulares com dois filhos

Rendimentos tributáveis: €1.200 mensais, €16.800 anuais, por cada sujeito passivo

Deduções à coleta: €4.728 encargos com imóveis, €1.200 despesas de saúde, €900 despesas de educação

 

Apuramento do IRS devido a final:

Componente IRS: €3.677 em 2013

Sobretaxa: €389

Variação face a 2012: €1.647, o que corresponde a um aumento de 4,9% da tributação efetiva anual

 

Apuramento da retenção na fonte:

Taxas aplicáveis: 14,5% em 2013

Encargos totais (IRS, sobretaxa e segurança social): €320 em 2013

Variação face a 2012: €56, o que corresponde a um aumento de 4,7% da retenção efetiva mensal

 

Rendimento mensal disponível face a 2012 (c/ duodécimos)

Rendimento líquido mensal em 2012: €936

Rendimento líquido mensal em 2013 com duodécimos: €953

Variação face a 2012: Positiva de €17

 

 Exemplo 4: Casado, único titular com um filho

Rendimentos tributáveis: €1.750 mensais, €21.000 anuais em 2012, €22.750 anuais em 2013

Deduções à coleta: €3.400 encargos com imóveis, €1.000 despesas de saúde, €450 despesas de educação

 

Apuramento do IRS devido a final:

Componente IRS: €2.123 em 2013

Sobretaxa: €165

Variação face a 2012: €1.407, o que corresponde a um aumento de 6,2% da tributação efetiva anual

Apuramento da retenção na fonte:

Taxas aplicáveis: 13% em 2013

Encargos totais (IRS, sobretaxa e segurança social): €450 em 2013

Variação face a 2012: €91, o que corresponde a um aumento de 5,2% da retenção efetiva mensal

 

Rendimento mensal disponível face a 2012 (c/ duodécimos)

Rendimento líquido mensal em 2012: €1.391

Rendimento líquido mensal em 2013 com duodécimos: €1.409

Variação face a 2012: Positiva de €18

 

 Exemplo 5: Casado, dois titulares com dois filhos; sector público

Rendimentos tributáveis: €1.200 mensais, €14.400 anuais em 2012, €15.600 anuais em 2013, por cada sujeito passivo

Deduções à coleta: €4.728 encargos com imóveis, €1.200 despesas de saúde, €900 despesas de educação

 

Apuramento do IRS devido a final:

Componente IRS: €2.993 em 2013

Sobretaxa: €305

Variação face a 2012: €2.055, o que corresponde a um aumento de 6,6% da tributação efetiva anual

 

Apuramento da retenção na fonte:

Taxas aplicáveis: 13,5% em 2013

Encargos totais (IRS, sobretaxa e segurança social): €309 em 2013

Variação face a 2012: €57, o que corresponde a um aumento de 4,7% da retenção efetiva mensal

 

Rendimento mensal disponível face a 2012 (c/ duodécimos)

Rendimento líquido mensal em 2012: €948

Rendimento líquido mensal em 2013 com duodécimos: €966

Variação face a 2012: Positiva de €18

 

Exemplo 6: Solteiro, sem filhos (Categoria H)

Rendimentos tributáveis: €1.200 mensais, €14.400 anuais em 2012, €15.720 anuais em 2013

Deduções à coleta: €500 despesas de saúde

 

Apuramento do IRS devido a final:

Componente IRS: €2.067 em 2013

Sobretaxa: €169

Variação face a 2012: €925, o que corresponde a um aumento de 5,9% da tributação efetiva anual

 

Apuramento da retenção na fonte:

Taxas aplicáveis: 12,5% em 2013

Encargos totais (IRS, sobretaxa e segurança social): €170 em 2013

Variação face a 2012: €61, o que corresponde a um aumento de 5,2% da retenção efetiva mensal

 

Rendimento mensal disponível face a 2012 (c/ duodécimos)

Rendimento líquido mensal em 2012: €1.092

Rendimento líquido mensal em 2013 com duodécimos: €1.116

Variação face a 2012: Positiva de €24

 

Fonte: Ministério das Finanças/Autoridade Tributária e Aduaneira (AT)

IRS1 Taxas de Retenção na Fonte de IRS 2013   Simulações

 





Tags: , , , , , , , ,

Category: Actualidade, Finanças Pessoais, Impostos

Acerca do Autor ()

Responder