Primeiro Artigo no Maisvalias sobre Empréstimos P2P

No4all

New Member
@Maisvalias já conhece o Estateguru?

Estou a pensar investir um montante considerável e diversificar entre o Mintos e Estateguru, por serem ambos colaterizados.

O Raize em Portugal, não me parece ter % rendimento suficiente para o risco, tendo em conta que muitos deles não são assegurados pessoalmente e mesmo assim as taxas não passam dos 7-8%.

Sabe indicar onde/como declarar os rendimentos no IRS relativo a estas plataformas? Pelo que sei, não é possível deduzir as perdas, pode confirmar?

Grato,

No4all
 

Maisvalias

Administrator
Staff member
Olá No4all,

Sim já lá abrimos conta, mas acabamos por não depositar montante nenhum, porque os créditos são muito esporádicos, teríamos uma exposição muito grande a cada crédito caso quiséssemos ter o montante todo investido.

O Mintos até agora foi o que mais me agradou pois acaba por ser o mais transparente. No Bondora por exemplo estamos com mais de 20% de créditos vencidos.

A parte dos impostos, estamos à espera de uma resposta das finanças, de qualquer forma deverá ser um rendimento de capital sem fórmula concreta. Quero dizer com isto que é bastante complicado de deduzir as Menos valias, pois elas só se tornam efectivas após todas as diligências que o Mintos ou Bondora têm que tomar.

Diria que funciona da mesma forma que quando uma empresa cotada abre falência, apenas pode deduzir as menos valias quando efectivamente o tribunal liquida a empresa.

Vamos esperar por esta resposta da parte das finanças. Só haverá atenção dos mesmos quando houver volume suficiente para lhe dedicarem atenção.

Quanto ao Raize, não conhecia ainda, mas concordo consigo, parece-me uma taxa bastante baixa para crédito sem colaterais.

Do nosso lado vamos manter o Bondora e reforçar no Mintos. Mantendo-nos atentos a novas oportunidades.

Aproveito para recomendar o grupo no Facebook do Mintos Fellows.
https://www.facebook.com/groups/407629649413089/?fref=ts
 

No4all

New Member
@Maisvalias

Quer isto dizer que temos 4,99% de créditos vencidos, o que caso não sejam pagos tornam a nossa rentabilidade negativa. Neste caso teremos que esperar pela execução dos bens, ou pelas compensações dos seguros de crédito.
Em que tipo de investimentos estão a optar no Mintos? Na minha opinião, a pouca/nenhuma diferença entre as taxas dos loans MOBO e os restantes, não compensa optar por outros. Após 60+ dias em incumprimento, a MOBO compra de volta a posição.

Vou depositar no Mintos brevemente e estou a pensar por tudo em Cars Loans MOBO.


Relativamente ao Estateguru, sim existem poucos loans, mas o facto de serem de valores mais elevados e terem colaterais torna a execução da recuperação mais viável do que em créditos de baixo valor. O Bondora tem essa grande falha, a recuperação de defaults é horrivel, e não são assim tão poucos.
 

Maisvalias

Administrator
Staff member
@No4all

Sim temos essa experiência, no Mintos investimos em todos os tipos, caso um mercado tenha uma queda nos pagamentos ou mesmo no valor dos colaterais, estaremos mais protegidos.

Nós estamos a pensar da mesma forma que o @No4all quantas mais plataformas menos será o risco. de qualquer forma apenas depositamos uma quantia residual da nossa carteira, pois mesmo nos créditos garantidos, caso haja um problema, não haverá forma de comprarem todos os créditos defaulted sem irem à falência.

Quanto ao MOBO, encontramos um que garante todos os créditos, que em caso de crise parece-me um bom método de levar toda a empresa à falência. https://www.twino.lv/

Entretanto acabou por investir no estate Guru? Já retirou algum dinheiro de alguma plataforma?
 

Dav7

Member
Olá No4all,
A parte dos impostos, estamos à espera de uma resposta das finanças, de qualquer forma deverá ser um rendimento de capital sem fórmula concreta. Quero dizer com isto que é bastante complicado de deduzir as Menos valias, pois elas só se tornam efectivas após todas as diligências que o Mintos ou Bondora têm que tomar.
Fico a aguardar essa resposta!
 

No4all

New Member
@Maisvalias não é possível deduzir menos valias, pelo que BuyBack is the way to go.

Desde que postei cá, o meu porfolio concentra-se no Twino, com o Mintos e Estateguru em segundo plano. A transparência e solidez financeira da empresa mãe (e agora a mesma, fundiram) faz-me confiar muito mais do que noutra plataforma.

Viventor e Swapper ainda não entrei, too small too fresh.

Não entendo como é que, sabendo destas alternativas, ainda se arriscam na Raize... é só uma insolvência e ardeu, com retornos abaixo de 7-8%...

20k Twino
5k Mintos
5k Estateguru
 

Maisvalias

Administrator
Staff member
@No4all

Apostamos na Raize por uma questão simples, investimos cerca de 2% por empréstimo que passam a 1% após poucos pagamentos. neste momento temos 1,14% de créditos vencidos. isto dá cerca de 6% brutos caso estes não paguem mesmo.

Parece-nos a melhor opção neste momento depois do desaire do Bondora, e parece-me que o buyback do Mintos já não é o que era. estou a tirar tudo da europa de leste.
 

No4all

New Member
Isso dá 4.3% depois de impostos... quase os retornos de real estate, com 10x o risco.

Que problemas tens com o Buyback do Mintos? Eu desalavanquei desde as noticias de que eles tinham posições/influências na maior parte dos loan originators. Ter atenção que o buyback é dado por estes e não pelo Mintos.

Já no Twino, o buyback é dado mesmo por eles, é a melhor plataforma no mercado, em tudo, rates, solidez e transparência. Estou com XIRR de 13.66% lá. Já lá tive mais de 30k, baixei porque precisei (thumbs up para a rapidez do mercado secundário, em menos de 2 dias liquidei o que precisava)

Estateguru é bom para portfolios grandes, em que consigam ao mesmo tempo diversificar mas que cada loan singular seja de valor suficiente para valer a pena "ir atrás" caso algo aconteça, visto que são loans com imóveis como colaterais.


IMO, P2P só compensa a partir de 10%, porque abaixo disso não compensa o risco e existem opções melhores. Um porfolio conservador tem 25-40% a render P2P a 12-14%, 25-40% em algo mais palpável/imóvel (real estate, 4% ao ano +/- por exemplo), e o resto à ordem ou num cofre.
Consegues um rendimento alto graças à alavancagem do P2P, mas continuas com um "safe nest" bom, parte dele imobilizado é certo, mas a render (no caso de real estate), e outra parte liquida.
 

Maisvalias

Administrator
Staff member
No meu caso, retirei do Mintos e coloquei no Raize, ou seja estou a fazer essa transição.

No Mintos, começaram a fazer uma nova modalidade, parecida com os CDO's, que é agregam tudo o que é crédito num fundo e depois vendem o fundo "às postas". Embora isto facilite, deixa muita opacidade sobre o que realmente se passa, e qual a real capacidade do Mintos em honrar os compromissos.

Outra das razões é que no Mintos são empréstimos pessoais, no Raize, são empresariais, dando no meu caso bastante mais segurança. Estamos numa plataforma portuguesa a operar em Portugal. Parecem-me juros bastante mais razoáveis do que os pagos no Mintos.

Quanto ao Bondora, tive um Retorno de -20% e ainda estou À espera de recuperar algum dinheiro de lá, mas dificilmente verei algum.

Outra das razões é que a Raize, tem alguma supervisão da CMVM, não quer dizer que isso seja por si só garantido, pelo contrário, por exemplos passados, mas é mais uma razão para a qual continuo a apostar no Raize.

Esta semana vou escrever um artigo sobre os primeiros 6 meses.
 

No4all

New Member
Outra das razões é que no Mintos são empréstimos pessoais, no Raize, são empresariais, dando no meu caso bastante mais segurança.
É muito mais fácil declarar insolvência a uma empresa do que pessoal. Em Portugal então...

A supervisão da CMVM nada garante, uma vez que os empréstimos não são também garantidos nem têm colaterais (fora os que têm garantia pessoal).

Percebo a "likeability" por ser uma plataforma Portuguesa, mas com a maioria dos empréstimos entre 4 a 5%, há formas de dormir mais descansado à noite.

O Bondora é o patinho feio dos P2P, mas também nunca teve loans com Buyback. Nunca me atraíram os loans sem buyback.

Quanto ao Mintos, não percebo a questão da opacidade, o meu filtro é >13% rate, com Buyback, e diversificar pelos vários loan originators. Não vale a pena entrar nos loans sem buyback quando com Buyback estão a 13%...
 

Maisvalias

Administrator
Staff member
Entendo, mas de qualquer forma eu entendo a lógica, e maior parte dos empréstimos com risco teem garantia pessoal da administração.

Para te ser sincero, pode ser um erro, mas prefiro estes 5% líquidos que 12% fora. Já para não falar que A Raize trata dos impostos, e lá fora tenho que ser eu a declarar.

O Mintos esta a fazer o que fizeram antes de 2008, era tudo Triple A mas afinal era tudo Junk! parece-me...
 
Top